quinta-feira, 24 de março de 2011

Ainda em Ribeirão da Ilha - Ostras

No dia em que fomos (tentamos ir) no veleiro Macunaima, aproveitamos para dar uma volta rápida pelo Ribeirão da Ilha.

Fiquei impressionado com o local, arquitetura e valor histórico do local. Nem parece a Floripa que estou acostumado quando vou no centro ou no aeroporto Hercílio Luz.

Infelizmente, quando fui ao Ribeirão, não tinha pensado em publicar no blog, então não caprichei nas fotos.

Gostei bastante das opções de restaurantes no local, todos com nomes puxando para as ostras, referência do local, como o Ostradamus, Umas e Ostras, entre ostros, digo, outros.

Ainda de manhã, passei em frente ao Ostradamus e fiquei impressionado pelo local. Olhando rapidamente, parecia um restaurante simples, com um belo pier sobre a água, onde ficam as mesas e com funcionários vestidos com trajes de marinheiro. Fiquei encantado com o local.
Pier do Ostradamus.

Quando voltamos do Macunaíma, não pensei duas vezes, fomos direto ao Ostradamus, apesar de passar por inúmeros outros belos restaurantes.

Ao entrar no restaurante, nos impressionamos ainda mais, há uma grande estrutura no restaurante, e não apenas um belo pier. A decoração impressiona, toda votlada ao mar, navegação, incluindo peças e acessórios de barcos, apetrechos de pesca e criação de ostras, entre outros. Como fiquei pouco tempo por lá, não captei muita coisa, e tampouco tirei alguma foto, mas certamente este restaurante está na minha lista de lugares para levar minha esposa.

Saindo de lá, fomos um pouco mais a frente em um restaurante de aparencia mais simples, a Ostreria Umas e Ostras.

Estavamos de retorno para Itajaí, então queríamos apenas alguns petiscos, pedimos meia dúzia de ostras gratinadas, uma porção de camarão ao bafo e fritas para complementar. Estava tudo uma delícia.


Loja em frente ao Umas e Ostras

Pretendo voltar em breve ao Ribeirão da Ilha para explorar melhor a região. Tenho certeza que valerá a pena!

abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário