terça-feira, 2 de agosto de 2011

Acidentes com carros "de luxo"

Vi ainda pouco em um jornal na tv Record uma matéria sobre o aumento de acidentes com carros de luxo.

Infelizmente a imprensa no Brasil gosta de contar qualquer história do jeito dela, ou seja, da forma como melhor irá vender a matéria!

Acidentes com carros de luxo estão mais comuns nos últimos dias simplesmente pelo aumento desse tipo de veículo nas ruas. Hoje é muito mais fácil comprar um veículo importado ou mesmo nacional de maior porte do que era a 10 ou 20 anos atras. Esta facilidade aumentou o número desses veículos nas estradas e logicamente passam a fazer parte das estatísticas, assim como os demais carros. O mais curioso é que mesmo com o ROUBO do governo com impostos altíssimos, com os juros altos dos financiamentos e com a ganância sem tamanho das montadoras, o Brasil vive quebrando recordes de vendas de veículos.

Sim, a grande maioria destes veículos possui potência muito acima dos carros 1.0, 1.6 ou mesmo os 2.0 que estamos acostumados, mas os acidentes não estão relacionados apenas com potência, mas com irresponsabilidade por parte do condutor e por OMISSÃO por parte de quem deveria fiscalizar o transito, seja a nível nacional, estadual ou municipal.

O sujeito do camaro que estava nu por exemplo, se houvesse mais fiscalização e punição para motoristas embriagados, este "incidente" poderia ter sido evitado.

Quantas vezes você passou pelo bafômetro em uma blitz? Ou melhor ainda, quantas vezes você foi parado em uma blitz? A última vez que me pararam foi em uma barreira durante o verão em 2008. Nunca fui parado ou fiscalizado em rodovias federais, seja andando durante o dia ou a noite aqui no Brasil. Nos poucos dias que dirigi nos Estados Unidos em 2007 fui parado para fiscalização de documentos, além é claro de ver a presença massiva de policiais nas rodovias, sempre parando os veículos que insistiam em exceder os limites de velocidade.

Agora pergunto, pra que lei seca se não fiscalizam? No Rio de Janeiro sei que a lei está funcionando, pelo menos quase todos os dias passa no jornal sobre alguma "celebridade" que foi pega pelo bafômetro, já aqui em SC, mais especificamente em Itajaí ou Balneário Camboriú, qualquer pessoa pode curtir uma balada ou barzinho e sair cambaleando que não terá problemas, desde que não cause um acidente ou ande em ziguezague, não será parada, não levará multa e muito menos irá perder a carteira, simplesmente porque ninguém fiscaliza!

Falando mais especificamente aqui de Itajaí ou Balneário Camboriú, todo mundo sabe  onde estão os locais críticos de motoristas embriagados, falta apenas vontade do poder público, no caso de Itajaí o Codetran ou o Fumtran em BC se não me engano. Falta ainda que algum nobre Promotor de Justiça de nossa região acorde e pegue no pé dos administradores destes órgãos cobrando ações para coibir motoristas embriagados.

Infelizmente sempre virão com a mesma resposta, falta efetivo. A solução é muito simples, CONTRATEM PESSOAL! Contratem mais agentes de transito que estarão contribuindo para o desemprego e a segurança da população. Que deixem cinco ou seis agentes exclusivamente para estes fins que as multas de apenas um dia já irá cobrir a despesa com estes funcionários para todo o mês. A população irá agradecer.

Se o povo não respeita as leis, que sejam punidos. Enquanto ninguém fiscalizar e cobrar o cumprimento destas leis, os motoristas vão continuar mal acostumados, desrespeitando a lei, o povo e a vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário