quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Zoológico de Pomerode

Após visitar o Zoobotânico de Brusque, decidimos visitar o Zoológico de Pomerode (http://www.pomerzoo.org.br/zoopomerode.asp) no final de semana seguinte.


Logo na entrada é possível perceber uma enorme diferença. Viveiros bem cuidados, sinalizados, caminhos bem pavimentados e aparentemente com boa manutenção de forma geral. Falando em manutenção, assim que chegamos, vi que a entrada do aviário estava danificada e havia um funcionário impedindo a entrada dos visitantes, passamos pelo local um pouco mais tarde e já havia outro funcionário soldando a porta e em seguida o acesso foi novamente liberado.

Ao contrário do Zoobotânico de Brusque, no zoo de Pomerode não há caminhos que levam a lugar nenhum, fazendo o visitante perder tempo e energias nas longas e íngrimes subidas. O fato de ser em um local mais plano ajuda neste quesito, mas uma boa sinalização indicando que não há animais no caminho contaria pontos pro zoológico de Brusque.

Após a visita, pesquisando um pouco sobre o zoo, não fiquei surpreso ao descobrir que é o mais antigo do sul do Brasil. Com tamanha organização é possível percerber que toda a experiencia adquirida ao longo dos anos é colocada em prática no dia a dia. Conforme o site do zoo, foi fundado em 1932 como uma criação pessoal do sr Hermann Weege.

Em resumo, passeio perfeito.

Dica: Chegando pela manha, aproveite o Zoo e saia para almoçar perto do meio dia. Não esqueça de solicitar o carimbo para retornar após o almoço. Almoçamos no Schornstein Kneipe (http://www.schornstein.com.br/site/home/home.php), bem ao lado da entrada do estacionamento do Zoológico. Não sei se é frequente, mas no sábado que estivemos no restaurante serviram uma deliciosa feijoada. No Schornstein Kneipe há fabricação local de chopp com opção de degustar todas as 6 variedades em doses. Na ocasião tomamos um Weiss.


Filhote de hipopótamo fazendo a alegria dos visitantes 











Chopp Weiss da Schornstein

Nenhum comentário:

Postar um comentário